• Maia

11 coisas que eu não sabia que eram sintomas de ansiedade. E que talvez você também não saiba.

Atualizado: Jun 11




Quando pensamos em ansiedade, a nossa tendencia é pensar em sofrendo um ataque de pânico: coração acelerado, garganta engasgada e olhos marejados de lágrimas.


Para algumas pessoas, a ansiedade realmente se manifesta assim, mas ela também pode aparecer de maneiras mais sutis e afetar muita gente, principalmente em períodos estressantes como esse que estamos vivendo.


Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostram que 5,8% dos brasileiros (cerca de 12 milhões de pessoas) sofrem de depressão. É a maior taxa da América Latina e a segunda maior das Américas, atrás apenas dos Estados Unidos.  Estima-se que entre 20% e 25% da população teve, tem ou terá depressão, sendo essa a doença psiquiátrica com maior prevalência no Brasil.  Em seguida, aparece a ansiedade (que é um termo geral para uma série de condições, incluindo o transtorno generalizado de ansiedade, as fobias, a síndrome do pânico, a fobia social, e muito mais), que afeta 9,3% dos brasileiros (cerca de 19,4 milhões), e faz com que o Brasil ocupe o primeiro lugar da lista de países mais ansiosos do mundo.

Porém, mesmo sendo tratável e comum, a maioria das pessoas que sofrem de ansiedade fica sem tratamento, muitas vezes porque elas sequer sabem que há algo errado.


A ansiedade é complicada, ela pode se inserir na sua vida de várias maneiras, fazendo com que você pense que é apenas estresse, por exemplo, quando, na verdade, trata-se de uma doença que pode ser tratada com medicamentos, terapia ou até mesmo algumas mudanças no estilo de vida.


Se você se sente sobrecarregado e incapaz de lidar com as coisas, mas não sabe dizer o porquê, aqui estão alguns sintomas para prestar atenção e começar a procurar maneiras de se sentir melhor.


1. Você está sempre ocupada, mas não consegue completar suas tarefas.

Você sempre se vê correndo pela casa, começando um monte de tarefas, mas nunca consegue terminar nada. Se for empreendedora então: SOCORRO!! Isso acontece porque a ansiedade pode se manifestar como um "excesso de obrigações". Parece que você está tentando completar suas tarefas, mas, ao final do dia, parece que não fez muita coisa. A má gestão de tempo, a baixa produtividade e a dificuldade de priorizar as tarefas são geralmente indicativos do agravamento da ansiedade."


2. Você é inundada por pensamentos existenciais e catastróficos.

Sim, estamos vivendo em uma época aterrorizante, mas "catastrofizar" — o termo técnico para o pensamento obsessivo de que algo é muito pior do que realmente é — pode ser um sinal de que você está, na verdade, sofrendo de um transtorno de ansiedade (em vez de apenas precisar dar um tempo nas notícias jornalísticas). Pensamentos como "de que adianta, eu nunca vou conseguir fazer isso", "eu estou com problemas", "tem algo muito errado" e "tanto faz, não importa mesmo" são um sinal de alerta, principalmente se são frequentes em vez de esporádicos.


3. Você constantemente se sente incapaz.

Uma característica comum das condições de ansiedade é pensar sobre as coisas muito mais do que você faria normalmente e sentir-se incapaz de controlar esses pensamentos, que na maioria das vezes são negativos.

Alguns tipos de pensamentos recorrentes:

  • “Eu estou ficando louco”

  • “Eu não consigo me controlar”

  • “Estou prestes a morrer”

  • “As pessoas estão me julgando”

4. Seu estômago está irritado, mas seu médico não sabe a razão.

Você não tem intoxicação alimentar, síndrome do intestino irritável ou gastrite, então, porque seu estômago está sempre ruim?

As pessoas frequentemente discutem como o estresse pode se manifestar no seu estômago e, com a ansiedade, acontece a mesma coisa. Ela pode piorar os sintomas das cólicas abdominais e a dor, fazendo com que as pessoas também se sintam enjoadas.


5. Você é perfeccionista.

O perfeccionismo em si não necessariamente indica que você tem um transtorno de ansiedade, talvez você seja apenas uma pessoa atenta aos detalhes e que gosta de fazer um bom trabalho. Porém, se o seu perfeccionismo impede você de tentar coisas novas por medo de falhar ou faz com que você evite certas situações ou tarefas por medo de cometer erros, então, ele provavelmente está mais ligado ao transtorno de ansiedade. Sentimentos de vergonha, inferioridade e autocrítica constante são parte do pacote do perfeccionismo.

E, ainda no assunto: perfeccionistas que têm ansiedade geralmente recusam o tratamento terapêutico por verem isso como um indicativo de fracasso, o que vai de encontro com o medo constante de errar. Se identificou? Respire fundo e pense com carinho em procurar ajuda.


6. Você se assusta com muita facilidade.

Você se sente excessivamente nervoso ou assustado? Preste atenção nesse sentimento. De acordo com um estudo de 2008 publicado no periódico Depression and Anxiety, pessoas que sofrem de ansiedade tem uma resposta mais alarmante, principalmente quando estão estressadas mentalmente (isso também é catastrofizar), o que basicamente significa que você tende a se assustar com o menor dos estímulos, se estiver muito preso aos seus pensamentos.


7. Você não consegue tomar uma única decisão.

Envolver-se emocionalmente em cada decisão tomada pode ser uma manifestação da ansiedade. Principalmente quando todas as opções representam uma perda ou desvantagem, ou podem causar a infelicidade de alguém não importa o que você faça, a tendência é ficar analisando todas as opções sem tomar uma atitude.


8. Você se culpa por não agradar todo mundo.

Agradar aos outros não é um defeito, pelo contrário, indivíduos que gostam de agradar tendem a se tornar queridos pelas pessoas à sua volta. O agrado traz retorno, seja pela felicidade do outro, seja pela satisfação pessoal de fazer o bem.

O problema, porém, é quando esse ato não é espontâneo e se torna uma obrigação. Nesse momento, talvez seja a hora de procurar ajuda de um psicólogo para entender porque existe a necessidade extrema de agradar a todo o mundo.


9. Você não consegue dormir e não é porque estava usando o celular na cama.

Há muitas razões pelas quais é difícil dormir bem à noite: a luz azul dos celulares e outros aparelhos eletrônicos, animais agitados ocupando a cama, vizinhos barulhentos. Mas a ansiedade também pode causar distúrbios do sono, e há pesquisas sugerem também o caminho inverso, ou seja que a falta de sono pode causar um transtorno de ansiedade. Ou seja, uma coisa piora a outra.

Então, para ter uma noite de sono melhor, tente praticar meditação antes de dormir, encontrar um exercício físico que você goste e praticá-lo regularmente e tirar o relógio de perto — ver as horas durante a noite só vai aumentar a sua ansiedade.



10. Você se sente um fracasso na vida.

O medo do fracasso é uma das principais causas da ansiedade e do estresse, que ironicamente – você querendo ou não – serão os fatores principais de suas falhas.

É importante aprender a cogitar a possibilidade da derrota. Primeiro, porque as derrotas fazem parte de todo o processo de aprendizagem, e segundo, porque quando eliminamos a possibilidade de falhar, nós também excluímos uma boa parte de nossa criatividade – não nos permitindo cometer erros.


11. Você se sente um fracasso na vida.

A pessoa ansiosa busca focar sua atenção em possíveis ameaças, o que torna difícil manter o foco no trabalho. Isso leva a uma queda de desempenho na entrega de resultados.

Infelizmente, aqueles que experimentam ansiedade são mais propensos a evitar seus colegas de trabalho, na esperança de evitar conflitos interpessoais.


Nesse link você faz um teste que indica se está ansiosa ou não:


https://ferramentas.mariangelaguerra.com.br/teste-ansiedade


Ah, só para lembrar: essa lista é puramente informativa e jamais deve substituir um diagnóstico médico, tratamento ou uma consulta com um profissional da área.

Lembre: você sempre pode pedir ajuda, seja para amigos, para familiares, para especialistas, no posto de saúde, no pronto socorro ou no Centro de Valorização da Vida, ligando gratuitamente a qualquer dia ou hora para o 188.


Com amor,

Maia



65 visualizações
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram

Copyright © Maia Inspira - Todos os direitos reservados

CNPJ: 20.048.308/0001-14

 maiainspira@gmail.com